14/06/2021 às 14h04min - Atualizada em 14/06/2021 às 14h04min

URGENTE: Tucker Carlson da Fox News faz sérios questionamentos sobre os efeitos colaterais das vacinas contra COVID

"É possível que jovens saudáveis tenham muito mais probabilidade de serem prejudicados pela vacina do que pelo próprio COVID. Isso seria um desastre. Na verdade, seria a definição de um desastre evitável”, alerta Carlson.

Cristina Barroso
Fox News
(REPRODUÇÃO)
O jornalista e apresentador do programa Tonignt da Fox News, Tucker Carlson, faz importante questionamento sobre a obrigatoriedade da vacina contra COVID.
É importante ressaltar que essa preocupação aflige o mundo inteiro e os questionamentos de Carlson se aplicam perfeitamente a todos os países, não somente aos EUA.
Alguns trechos do vídeo, transcrevemos aba/ixo. “Em janeiro, Israel se tornou um dos primeiros países do mundo a administrar a nova vacina contra o coronavírus aos jovens. Na época, o Ministério da Educação de Israel disse que a vacina era necessária para que os alunos pudessem fazer os exames pessoalmente.
As escolas determinaram a vacina; as crianças tomaram.
Então o que aconteceu a seguir? “
“As autoridades israelenses divulgaram um relatório mostrando que jovens vacinados, especialmente homens jovens, estavam desenvolvendo uma complicação potencialmente fatal, uma inflamação no coração chamada miocardite – e a estavam desenvolvendo em taxas extremamente altas. Os pesquisadores determinaram que a incidência de miocardite em homens jovens vacinados era 25 vezes a taxa normal. Alguns deles morreram”, continua Carlson.

“No Canadá, pelo menos um oficial de saúde observou a mesma coisa. O Dr. Peter Liu é o diretor do Instituto do Coração da Universidade de Ottawa e especialista em miocardite. ‘É mais do que coincidência’, disse ele”.
“Na Alemanha as autoridades concluíram a mesma coisa. O governo alemão acaba de anunciar que jovens saudáveis devem evitar a vacina. É muito perigosa!”
“Isto não é alarmismo ou algum tipo de teoria da conspiração antivacina. É REAL!” O CDC confirmou o que parecem ser efeitos colaterais perigosos. Os dois maiores sistemas de monitoramento de vacinas dos EUA – O Sistema de Notificação de Eventos Adversos de vacinas da Administração Biden (conhecido como “VAERS”) e o Projeto Datalink de Segurança de Vacinas do CDC- mostram taxas surpreendentemente altas de miocardite em jovens que foram vacinados. “Claramente temos um desequilíbrio”, anunciou um funcionário do CDC.
Desequilíbrio” é uma maneira de colocar isso. “Emergência potencial” é outra maneira.

“Dados esses números, é possível que jovens saudáveis tenham muito mais probabilidade de serem prejudicados pela vacina do que pelo próprio COVID. Isso seria um desastre. Na verdade, seria a definição de um desastre evitável”, alerta Carlson.

“Na verdade, na última semana, muitas faculdades e universidades americanas anunciaram que exigirão prova de vacinação antes de permitir que os alunos retornem ao campus.  Em algumas escolas, o mandato se aplica apenas aos alunos. Por razões que ninguém explicou ou poderia defender, não se aplica a professores e funcionários. Eles não precisam ser vacinados. 
Quanto ao grande número de jovens que já se recuperaram do COVID e, portanto, provavelmente têm imunidade mais robusta, pelo menos tão robusta quanto poderiam obter com qualquer vacina eles também terão que tomar a vacina, afirma Carlson”

O sistema universitário estadual da Virgínia fez a seguinte declaração:
“Uma isenção, não será concedida com base em uma ‘objeção filosófica, moral ou de consciência’”.
Em outras palavras, sua consciência é irrelevante.  Autonomia pessoal não significa nada.
“Não é mais seu corpo, não é mais sua escolha” afirma Carlson.
Quando se trata de vacina, não há como escapar?
“Você se pergunta vendo isso, como isso poderia acontecer em um país livre?”, questiona Carlson. É difícil acreditar que está acontecendo.
Como uma decisão médica pode ser imprudente? 

Quais são os efeitos de longo prazo de forçar essas drogas em milhões de jovens, muitos dos quais não precisam delas?
Não sabemos a resposta. Não sabemos quais são os efeitos de longo prazo. Qualquer um que alega saber está mentindo. Não há como saber. Mas negar que esses efeitos colaterais podem ser perigosos, é impossível!

O painel consultivo da FDA se reuniu para discutir o aumento das emergências cardíacas em jovens saudáveis que foram vacinados. Até agora, a taxa de miocardite é mais do que o dobro do que as autoridades previram.

“Joe Biden não quer esperar. Biden prometeu vacinação universal, quer precisemos ou não, e ele planeja fazer isso”, afirma Carlson.
“Cale a boca e tome a vacina”, declara Joe Biden.

Todo o medicamento tem seus efeitos colaterais potenciais – todo o medicamento – desde Advil a quimioterapia. Isso não significa que não o aceitamos. Significa que temos o direito de saber exatamente o que essas drogas fazem. Temos o direito de decidir se queremos nos submeter a essas drogas e correr o risco de sofrer com seus efeitos colaterais e avaliar qual risco queremos assumir.
Transparência é a essência da ética médica. Ou pelo menos deveria ser.

Qual a taxa de danos das vacinas contra COVID?
Você não tem permissão para perguntar. Se perguntar ou questionar, você é censurado!

O próprio sistema de relatórios da administração, VAERS, mostra um grande aumento nas mortes por esta vacina.
“Mesmo que esse sistema seja falho, e parece que é, é difícil explicar o salto nas fatalidades em termos relativos”, continua Carlson.

Vejam como esses dados são simplesmente alarmantes e no mínimo mereciam uma investigação séria, antes de continuarem com a administração dessas vacinas.
Entre julho de 1997 e o final de 2013 – quinze anos e meio - houve 2.149 mortes relatadas nos EUA para todas as vacinas combinadas no sistema VAERS. 
Apenas nos últimos seis meses, houve mais de 5.160 mortes associadas à vacina contra a COVID, conforme foi relatado ao VAERS.
O que significa isto? Qual a explicação?
Esses números estão errados, afirmam os mentirosos verificadores de fatos de sempre com histeria máxima. Então, quais os números reais?
Quantas pessoas foram mortas ou feridas pelas vacinas contra COVID?
Alguém sabe a resposta?

Se as autoridades forem forçar as pessoas a tomar uma droga, elas tem a obrigação moral, uma obrigação moral absoluta, de entender exatamente quais podem ser os efeitos colaterais dessa drogas, e serem honestos sobre quais são, e principalmente informar a população. O que absolutamente não está acontecendo.

Tudo que está sendo veiculado sobre o conteúdo das vacinas, são rapidamente desmentidos pelos verificadores de fatos. Mas não explicam o que exatamente contém as vacinas e muito menos o porquê dos efeitos colaterais relatados em todo o mundo.

“As pessoas envolvidas nessas decisões têm uma boa noção do que está acontecendo.  Os chefes do NIH e do CDC admitiram que até metade de seus funcionários ainda não foram vacinados. Por que exatamente?  Você pensaria que as pessoas que trabalham no NIH ou no CDC seriam as primeiras da fila. Por que não são? Não é por que são ignorantes. Talvez seja o contrário. As questões mais básicas das liberdades civis estão em jogo aqui!” afirma Carlson.

Você está disposto a abrir mão de sua liberdade?
Recomendamos: Com este fundamento, queremos o FIM DA VACINAÇÃO OBRIGATÓRIA. Cabe AOS PAIS e ao cidadão o DIREITO DE ESCOLHA sobre o que é e o que não é melhor para os seus filhos e para si próprio.
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »