27/05/2021 às 20h17min - Atualizada em 27/05/2021 às 20h17min

72% dos argentinos desaprovam o governo, segundo pesquisa

Pesquisa da Universidade de San Andrés mostrou que em maio mais de 70% dos argentinos desaprovam o governo

Vinicius Mariano
O presidente de extrema esquerda da Argentina, Alberto Fernandez | Foto: Gonzalo Fuentes/ Reuters
72% dos argentinos com mais de 16 anos desaprovam a gestão do presidente de extrema esquerda Alberto Fernández. Os dados são de uma pesquisa realizada em maio pela Universidade de San Andrés, em oito regiões do país, e divulgada pelo jornal La Nacion, da Argentina.

A rejeição ao governo de extrema esquerda que comanda o país desde 2019 vem aumentando, visto que, em maio de 2020, a desaprovação de Fernandez era de 50%.

A pesquisa mostrou também que todos os segmentos sociais desaprovam o governo Fernández em mais de 70%: na classe E reprova o governo em 70%,  a D em 75%, baixo, em 70%; a baixa média, em 75% e a C em 71%. Já as classes A e B reprovam Fernandez em 77%. 

Legislativo lidera rejeição
Apesar da alta rejeição do Executivo, o poder Legislativo é mais rejeitado pelos argentinos, principalmente o Senado, presidido pela vice-presidente, Cristina Kirchner: 83% da população rejeita o trabalho feito no Senado e 82% rejeitam o trabalho da Câmara, presidida por Sério Massa, também do Partido Peronista do atual governo. 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »