12/05/2021 às 14h58min - Atualizada em 12/05/2021 às 14h58min

Gestante morre após tomar vacina de Oxford

Caso ocorreu na última semana. Após evento, ANVISA recomendou a suspensão do uso do imunizante para investigar o caso

Da Redação
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou, na última segunda-feira (10), via nota técnica, a suspensão imediata do uso da vacina de Oxford contra a Covid-19 em mulheres grávidas. A orientação ocorreu após uma mulher grávida de 35 anos ter morrido de AVC depois de ter tomado a vacina e, segundo a ANVISA, pode haver uma relação da morte da gestante com o uso do imunizante, que já vinha apresentando problemas de coágulos no sangue apontados pela Agência Europeia de Saúde. 

"Foi notificada à Anvisa, na última sexta (07 de maio de 2021), pelo próprio fabricante da vacina Oxford/AstraZeneca/Fiocruz, a Fiocruz, a suspeita de evento adverso grave de acidente vascular cerebral hemorrágico com plaquetopenia ocorrido em gestante e óbito fetal.", informou a Anvisa, que também destacou que o adverso grave de acidente vascular cerebral hemorrágico foi avaliado como possivelmente relacionado ao uso da vacina administrada na gestante

Após a morte suspeita, o Ministério da Saúde anunciou que somente mulheres grávidas com comorbidades serão vacinadas e apenas com as vacinas CoronaVac e Pfizer.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »