26/04/2021 às 12h12min - Atualizada em 26/04/2021 às 12h12min

Com quarentena de Doria, 50 mil bares e restaurantes fecham em SP

Números são da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-SP).

Da Redação
O governador de SP, João Doria | Foto: governo de SP/reprodução
50 mil bares e restaurantes fecharam no estado de São Paulo desde que o governador João Doria (PSDB) começou a imposição de medidas arbitrárias de quarentena para supostamente reduzir os casos de Covid-19. Somente na capital do Estado, São Paulo, governada também pelo PSDB, com o prefeito Bruno Covas, esse número chegou a 12 mil, isto é, 24% dos bares de São Paulo. Os números são da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-SP), que informou também que 400 mil pessoas perderam seus empregos neste período.

O governador João Doria, que colocou o estado de SP em uma fase de transição entre a vermelha e laranja, autorizou a reabertura desses estabelecimentos novamente, no entanto, cerca de 20% deles não devem abrir na capital porque, segundo a Abrasel-SP, os custos de operação não compensam. A associação estima que o faturamento não deve chegar a 25% do que se arrecadava antes da pandemia.

Desemprego
Desde que assumiu o governo, no começo de 2019, até o início da pandemia de Covid-19, em março de 2020, o presidente Jair Bolsonaro vinha conseguindo reduzir o desemprego, fazendo a taxa diminuir de 11,6 para 11,0, com tendência de queda. No entanto, após as medidas arbitrárias impostas por prefeitos e governadores, a taxa voltou a subir, chegando a atingir 14,6 no final de 2020 e se estabilizando em 14,2 em abril. 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »