15/04/2021 às 12h38min - Atualizada em 15/04/2021 às 12h38min

Argentina amplia toque de recolher obrigatório

Foram suspensas várias atividades, incluindo aulas presenciais

Da Redação
O presidente argentino, Alberto Fernández | Foto: Reuters/Gonzalo Fuentes/Direitos Reservados
O presidente argentino de extrema esquerda, Alberto Fernández, ampliou o horário do toque de recolher, anunciado uma semana antes, e suspendeu uma série de atividades, incluindo as aulas presenciais, até 30 de abril.

A Argentina, que fez uma das quarentenas mais longas do mundo e viu os casos e mortes dispararem nas últimas semanas, apesar de ainda estar impondo medidas de restrições, que não estão dando o resultado desejado. 

Protestos
Logo após o anúncio das medidas, milhares de pessoas começaram um forte panelaço de protesto na maioria dos bairros de Buenos Aires. Primeiro pelas janelas, depois, pelas ruas. Em frente à residência presidencial, milhares de pessoas protestaram.

No ano passado, a Argentina manteve a mais prolongada quarentena do mundo, com 233 dias de isolamento, que provocou milhares de falências e uma queda de 10% no Produto Interno Bruto (PIB).

Em apenas um ano, a pandemia já deixou na Argentina quase o dobro de mortos: 58.542. Só nas últimas 24 horas foram registrados 368 óbitos.

Com 45 milhões de habitantes, o número de casos chega a 2,604 milhões, com 25.157 novos casos nas últimas 24 horas.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »