05/04/2021 às 12h01min - Atualizada em 05/04/2021 às 12h01min

Entenda o que é o escândalo da Manhattan Connection

Dentre os envolvidos, estão o governo de SP e o programa Mamata Connection

Da Redação
Contrato assinado pela Blend e pela TV Cultura
A TAG #MamataConnection ganhou os trending topics no Twitter no domingo de Páscoa, 4, e continua de pé até hoje, segunda-feira (5). O nome foi dado em irônia ao programa Manhattan Connection, que tem entre os seus apresentadores o jornalista Diogo Mainardi, do site O Antagonista. Acontece que o Manhattan Connection celebrou, em dezembro, através da empresa Blend Negócios Divulgação e Editoração LTDA, um contrato de R$ 8.064.000 (8 milhões de reais) com vigência de 5 anos com a Fundação Padre Anchieta, a empresa pública do estado de SP que é a mantenedora da TV Cultura. 

Após a assinatura desse contrato ter vindo à tona, os internautas passaram a acusar o programa de servir como um grupo de militantes pagos do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), para falar bem dele e mal do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), maior desafeto de Doria para a corrida presidencial de 2022, até porque a empresa Blend, que celebrou o contrato com o governo de SP, foi aberta no dia 28 de dezembro de 2020, tendo assinado o contrato no dia seguinte, 29 de dezembro de 2020. 

Além disso, essa revelação levanta suspeitas se o programa Manhattan Connection é de fato bancado com dinheiro 100% privado, como diz uma matéria feita pelo próprio O Antagonista no dia 23 de novembro.

"Gabinete do ódio"
Em 2019, com a instauração da chamada "CPI das fake news", a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) disse que existia um grupo no Palácio do Planalto que divulgava notícias para beneficiar o presidente Jair Bolsonaro. No entanto, não se comprovou até agora a existência de fato do tal gabinete do ódio. Internautas levantaram a possibilidade de esse contrato ter criado uma espécie de Gabinete do Ódio do governador João Doria.

O que diz O Antagonista
Em uma reportagem publicada no site pelo próprio Diogo Mainardi, O Antagonista insiste na tese de que o programa Manhattan Connection é 100% financiado por empresários, que depositam o dinheiro do patrocínio na TV Cultura, que repassa uma parte para a Blend, conforme estabelecido no contrato de parceria entre as duas empresas. Mainardi ainda diz que O Antagonista não tem nada a ver com o Manhattan Connection a não ser por ele próprio.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »