12/03/2021 às 14h08min - Atualizada em 12/03/2021 às 14h08min

Após Doria decretar fase emergencial, manifestantes convocam protestos

Pelo menos 3 protestos já estão marcados até segunda-feira (15), data em que a Assembleia legislativa elegerá um novo presidente

Da Redação
Após o governador de Sâo Paulo, João Doria (PSDB), ter anunciado a "fase emergencial" do Plano SP, em que quase todo o comércio, incluindo os considerados pelo governo como "serviços essenciais", é restringido, manifestantes que moram no estado de SP decidiram voltar a convocar a onda de manifestações que vinham acontecendo desde março e abril de 2020, ano que começou as medidas arbitrárias para conter a pandemia de Covid-19.

O primeiro ato ocorrerá já nesta sexta-feira (12), às 16h, em frente ao terminal João Dias, no jardim Mirante, zona sul da Capital paulista. Neste ato, a advogada e ativista Fabiana Barroso irá fazer a cobertura ao vivo. 
  Já o segundo ato ocorrerá no próximo domingo (14), em que carreatas sairão do parque do Ibirapuera e se encontrarão na avenida paulista, em frente a FIESP e se manifestarão contra o fechamento arbitrário do comércio por João Doria. Para este protesto, os manifestantes criaram um grupo de whatsapp, em que qualquer um pode participar, para se articularem. 

O terceiro ato ocorre na próxima segunda-feira (15), às 15h, em frente a ALESP, que fica na avenida Pedro Álvares Cabral, 201. Neste ato, além de protestarem contra o fechamento do comércio, os manifestantes protestarão também a favor da eleição do major Mecca, candidato a presidente da Assembleia que fará oposição a João Doria e a ala tucana do parlamento estadual. O ativista Alexandre G Zahra está usando o twitter para convocar os manifestantes.



Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »