11/03/2021 às 15h16min - Atualizada em 11/03/2021 às 15h16min

Governo de São Paulo anuncia Fase Emergencial com mais restrições ao comércio

Medidas entram em vigor dia 15 de março e restringirão ainda mais o comércio e os direitos individuais em São Paulo

Da Redação
O governador de SP, João Doria | Foto: governo de SP/reprodução
O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou, nesta quinta-feira (11), a Fase Emergencial do Plano SP, que vai restringir ainda mais o comércio e os serviços no estado a partir do dia 15 de março, data em que entra em vigor. 

Enquanto vigorar a Fase Emergencial, padarias, supermercados e postos de gasolina terão o horário de funcionamento reduzido. Já atividades religiosas, como missas e cultos, serão proibidas.

Escritórios que lidam com atividades administrativas e órgãos públicos serão obrigados a adotar o home office, caso ainda não tenham adotado. Também ficará proibida a retirada de alimentos e produtos em estabelecimentos comerciais, no entanto, o delivery ainda está permitido.

Além disso, haverá toque de recolher entre 20h e 5h e a circulação em praias e em parques ficará proibida em qualquer horário. 

Contrato de 90 milhões em publicidade
O anúncio da "Fase Emergencial", justificada por João Doria pelo colapso do sistema de saúde, vem logo depois de o tucano renovar um contrato de 90 milhões de reais com 3 agências de publicidade. O custo do contrato é maior que o valor investido para custear os hospitais de campanha do Pacaembu, Anhembi e Ibirapuera, que forneciam mais de 1000 leitos para a São Paulo e região e ajudavam a manter o sistema de saúde estável, até que foram fechados ainda em 2020 pelo prefeito Bruno Covas. 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »