05/02/2021 às 16h12min - Atualizada em 05/02/2021 às 16h12min

Maia irritado, com o que considerou traição, poderá sair do DEM

A decisão irritou Maia, padrinho da candidatura de Baleia. Segundo relatos feitos por lideranças políticas presentes no encontro, Maia disse que poderá deixar o DEM.

Cristina Barroso
(REPRODUÇÃO JORNAL DA MÍDIA)
A eleição para presidência da Câmara e do Senado nesta segunda-feira (1) ganhou um novo ingrediente às vésperas da votação. O DEM decidiu desembarcar da candidatura de Baleia Rossi (MDB-SP) para se declarar neutro na disputa, o que irritou Rodrigo Maia.
Em reunião tensa na residência oficial do presidente da Câmara, na noite desse domingo (31), o presidente da sigla, ACM Neto, informou ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que 16 dos 31 deputados do partido haviam decidido apoiar Arthur Lyra (PP-AL). Para evitar uma divisão maior, ACM diz que optou por declarar neutralidade.

A decisão irritou Maia, padrinho da candidatura de Baleia. Segundo relatos feitos por lideranças políticas presentes no encontro, Maia disse que poderá deixar o DEM.

Caso efetive sua saída do DEM, o deputado Rodrigo Maia (RJ), ex-presidente da Câmara, deverá ser seguido por outros políticos ligados a ele, como o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes. 
Paes evitou confirmar se sairá do partido, mas, por diversas vezes, reiterou sua solidariedade a Rodrigo Maia, com quem conversou na noite de domingo (31).
O prefeito do Rio de Janeiro entrou para a política pelas mãos de Cesar Maia, com quem viria a romper. As prisões e acusações contra caciques do MDB fluminense fizeram com que ele, em 2018, saísse do partido e entrasse no DEM.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »