28/01/2021 às 17h18min - Atualizada em 28/01/2021 às 17h18min

Duplicação de rodovia e encabeçamento de ponte marcam o ano de 2020 em Sergipe

Além das obras, equipes da Autarquia executaram serviços de manutenção rotineira e emergencial

Cristina Barroso
Ministério da Infraestrutura
(REPRODUÇÃO)
As equipes do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) em Sergipe fecharam o ano com saldo positivo: além dos diversos serviços de manutenção espalhados pelas rodovias federais do estado, a Autarquia liberou mais oito quilômetros de pista duplicada na BR-101/SE e avança com as obras do encabeçamento da ponte sobre o rio São Francisco, na divisa com Alagoas.
Considerado serviço prioritário para o Governo Federal, a duplicação de mais uma etapa da BR-101/SE foi entregue à população no fim de junho. O segmento liberado vai do km 23,5 ao km 29 e do km 35,5 ao km 38, na altura dos municípios de Muribeca e Japaratuba. Neste trecho, as equipes do DNIT realizaram os serviços de pavimentação, de restauração da pista existente e de sinalização.

Além da liberação dos oito quilômetros de pista duplicada, as equipes do DNIT concluíram um desvio no km 3 da BR-101/SE. A ação possibilitou o início das obras de construção do viaduto de acesso à cidade sergipana de Propriá.⁣
A ponte sobre o Rio São Francisco que liga os estados de Sergipe e Alagoas também foi palco de muito trabalho durante o ano. A execução do encabeçamento da ponte - uma espécie de aterro nas cabeceiras da ponte para nivelá-las à altura da mesma - é feita dia e noite.
A obra deve proporcionar mais segurança e mobilidade aos motoristas e usuários da rodovia. Além disso, o empreendimento inclui vão livre e vegetação sob a ponte, assegurando a manutenção do corredor ecológico para a fauna.

Manutenção de pontes - Por meio do Programa de Manutenção e Reabilitação de Estruturas (PROARTE), o DNIT trabalhou, ao longo deste ano, na recuperação de mais de 50 pontes na BR-101/SE e na BR-235/SE. Entre elas, a ligação sobre o rio Cotinguiba, no km 84 da BR-101, limite entre os municípios de Laranjeiras e Nossa Senhora do Socorro, e as pontes sobre os rios Piauí e Vaza Barris, nos municípios de Estância e Itaporanga D’ajuda, respectivamente.

Manutenção rodoviária - Importante para garantir a segurança e conforto dos usuários das rodovias federais, a manutenção rotineira também foi constante no estado ao longo de 2020. Na BR-101/SE e na BR-235/SE, o DNIT realizou diversos serviços de recapeamento, capina, limpeza de dispositivos de drenagem, roçada mecanizada, entre outros. A limpeza dos dispositivos de drenagem, por exemplo, é muito importante porque evita o acúmulo de água na pista, que pode causar acidentes.

Ações emergenciais - Além dos diversos serviços programados no estado, as equipes do DNIT estão sempre mobilizadas para solucionar situações de emergência nas rodovias federais sob sua jurisdição. Na BR-101/SE, em menos de 36 horas e debaixo de fortes chuvas, a Autarquia liberou o tráfego no km 202, em Cristinápolis, onde havia interrupção devido a erosão na pista causada pelas chuvas. Para a liberação do trânsito, foi necessário construir um desvio lateral para que em seguida a via fosse restaurada.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »