27/01/2021 às 11h10min - Atualizada em 27/01/2021 às 11h10min

Crise no DEM favorece Arthur Lira e ameaça eleição de Baleia Rossi

Para ser o próximo presidente da Câmara, o candidato deve obter 257 votos. Maia vê apoio a Lira crescendo dentro do próprio partido

Vinicius Mariano
O DEM, partido de Rodrigo Maia, está sofrendo um racha interno em relação à eleição para a Câmara dos Deputados pelo fato de os líderes do partido, como Maia, quererem eleger Baleia Rossi como o próximo presidente da Casa, mas os demais deputados quererem eleger Arthur Lira. Conforme já havia noticiado o Tribuna Nacional, diversos deputados do DEM irão votar em Lira para a presidência da Câmara nas eleições que ocorrem na próxima semana pelo fato de ele ser um importante nome do centrão na casa. Lira também é apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro, que vê em sua candidatura uma possibilidade de passar as reformas travadas por Rodrigo Maia.

Segundo membros do próprio DEM que não quiseram se identificar, Lira já tem 300 votos garantidos e maioria dentro do próprio DEM, mas "ninguém vai ficar falando isso em público", disse um deputado ao site O Antagonista, que preferiu não se identificar para não sofrer represálias do partido por não votar no candidato apoiado pelo atual presidente da Câmara.

Já Rodrigo Maia acredita que pelo menos 60% dos deputados do DEM vão votar em Baleia Rossi, mas que pelo menos 30% deles votarão em Lira. Hoje a bancada do DEM é composta por 29 deputados.

Em reunião na última terça (26), Maia reclamou com ACM Neto, presidente do DEM, sobre a dificuldade de eleger Baleia Rossi. Para Maia, se continuar assim, o DEM vai se tornar um "partido de boquinha".

Eduardo Cunha na jogada
Maia afirmou que o ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, que está em prisão domiciliar, tem atuado para ajudar na eleição de Arthur Lira. Maia e Lira eram aliados próximos de Eduardo Cunha até 2016, na época do impeachment, época em que Cunha comandava a Casa.

As eleições para presidente da Câmara dos deputados ocorrem na próxima segunda-feira (1) e vão definir o próximo presidente da Casa pelos 2 anos seguintes. Vencerá o candidato que obtiver 257 votos. Caso isso não ocorra no primeiro turno, vencerá, no segundo turno, o candidato que tiver a maioria dos votos.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »