19/01/2021 às 11h06min - Atualizada em 19/01/2021 às 11h06min

Após decreto de Zema, Buser vai investir R$ 100 milhões em Minas Gerais

Governador deu mais liberdade para empresas de fretamento operar acabando com o circuito fechado

Vinicius Mariano
A empresa de transportes Buser, que fornece ônibus de viagem mais barato, anunciou que irá investir R$ 100 milhões em Minas Gerais após um decreto do governador Romeu Zema que acabou com o "circuito fechado", que é a obrigação do mesmo grupo que fez a viagem de ida fazer a viagem de volta para determinada localidade.

“Minas está abrindo um precedente que provavelmente será seguido pelo restante do país. Acreditamos que o setor de transporte rodoviário tem potencial para ser muito mais explorado e a tecnologia tem muito a contribuir nesse sentido. Com essa abertura, nós e outras plataformas estaremos mais tranquilos para atuar e até mesmo trazer investimentos ao estado”, afirma Marcelo Abritta, cofundador e CEO da startup conhecida como o Uber dos ônibus.

Proibido no RJ
Em janeiro de 2021, a Justiça do RJ proibiu o Buser de operar naquele Estado, alegando, dentre outras justificativas, "que as empresas que operam nesse setor devem garantir determinadas rotas e horários, nem sempre totalmente lucrativas". A Buser lamentou, dizendo que “Toda a operação realizada por meio de fretamento recolhe tributos, significando uma importante arrecadação aos cofres públicos, o que certamente há de ser considerado pelo Estado".
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »