12/01/2021 às 22h53min - Atualizada em 12/01/2021 às 22h53min

"Faltou a Ford dizer a verdade" declara Bolsonaro.

O presidente da República afirmou também que a montadora recebeu R$ 20 bilhões em renúncia fiscal do governo e subsídios e questionou aos apoiadores se estes gostariam de continuar "dando R$ 20 bilhões a eles"

Cristina Barroso
(REPRODUÇÃO)
O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou nesta terça-feira, 12, a apoiadores que o fechamento dos parques fabris da Ford no Brasil aconteceu porque a empresa "perdeu para a concorrência" e "em um ambiente de negócios, quando não se tem lucro, se fecha". "Assim é na vida e na nossa casa", completou o presidente que disse lamentar a escolha da montadora de encerrar a produção no País e do fechamento de 5 mil postos de trabalho.
Segundo Bolsonaro, "faltou à Ford dizer a verdade: eles querem subsídios".

"Mas o que a Ford quer? Faltou à Ford dizer a verdade, querem subsídios. Vocês querem que continue dando R$ 20 bilhões para eles como fizeram nos últimos anos -dinheiro de vocês, impostos de vocês- para fabricar carros aqui? Não, perdeu a concorrência, lamento", declarou o presidente, na saída do Palácio da Alvorada

O presidente da República afirmou também que a montadora recebeu R$ 20 bilhões em renúncia fiscal do governo e subsídios e questionou aos apoiadores se estes gostariam de continuar "dando R$ 20 bilhões a eles"

"Deixar bem claro, a Ford ficou na Bahia, o governador está me criticando lá; ficou [na Bahia] por uma decisão do então senador Antonio Carlos Magalhães, que podia ter todos os defeitos do mundo, mas era uma pessoa que era amada na Bahia. Ele lutou e a Ford ficou lá. Agora o governador que, tem senadores com ele, não teve a capacidade de se antecipar ao problema e buscar possíveis soluções", acrescentou.

"Se bem que a solução que iriam buscar, repito aqui, eram bilhões de reais a título de subsídios. E a imprensa agora desce a lenha em cima de mim porque eu deveria evitar a perda de 5.000 empregos. Repito, lamento 5.000 empregos perdidos, quem é chefe de família e perde emprego sabe o problema que causa para dentro de casa. Agora, negócio é negócio. Deu lucro o cara fica aqui, não deu lucro, ele não produz mais aqui. Ele fecha".

Bolsonaro citou dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados pelo Ministério da Economia, referente a criação de vagas de emprego em novembro do ano passado.
"Agora a imprensa não fala que em novembro criamos 414 mil empregos e estamos perdendo 5.000 agora. Repito, lamento", declarou.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »