29/12/2020 às 11h51min - Atualizada em 29/12/2020 às 11h51min

Covas defende aumento no próprio salário e diz que teto do funcionalismo está "defasado"

Declaração ocorreu em entrevista à Globo News. Câmara aumentou o salário do prefeito em 47%

Vinicius Mariano
O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), defendeu, nesta segunda-feira (28), o aumento de 47% dado pela Câmara Municipal em seu salário, do vice e dos secretários a partir de 2022. Covas afirmou que "o teto do funcionalismo municipal está defasado". As declarações foram dadas em entrevista à GloboNews.

O aumento do qual Covas fala foi de 47% do valor de seu atual salário, dado pela Câmara de São Paulo no mês de dezembro, conforme noticiado pelo Tribuna Nacional nesta matéria.

"O salário do prefeito é o teto do funcionalismo. O teto do funcionalismo está congelado desde 2013, quando houve o último reajuste. Durante esse período, a inflação foi algo em torno de 60 a 100%, dependendo do valor que é considerado. O salário mínimo aumentou 68%. O valor dos salários dos professores na rede municipal aumentou 80%", comparou Covas.

Segundo Covas, a defasagem é ruim para SP porque há carreiras do funcionalismo, como os auditores fiscais,que recebem pelo teto. Sem o reajuste, diz Covas, esses servidores começam a "se preparar para concursos para ir trabalhar no governo federal ou em outros governos municipais e estaduais".
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »