14/07/2020 às 17h00min - Atualizada em 14/07/2020 às 17h00min

Mourão cobra ''grandeza moral'' de Gilmar Mendes

Ainda que seja improvável

Kaio Lopes
G1
ÉPOCA
Ao ser questionado, nesta terça-feira, 14, se o ministro do STF, Gilmar Mendes, deveria se retratar pela associação do exército ao que ele considera ''genocídio'' na gestão da pandemia, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, declarou que, caso o magistrado tenha ''grandeza moral'', sim, ele deveria. A polêmica teve início no sábado, 11, quando o juiz, na segurança de sua posição e na controvérsia do seu caráter, fez críticas às Forças Armadas e a presença de militares em pastas do Ministério da Saúde, a exemplo do interino, o general Eduardo Pazuello, e, não obstante, relacionou a administração da pandemia ao extermínio deliberado em massa - comumente chamado ''GENOCÍDIO''. 

Após a fala de Gilmar, o Ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, repudiou, via nota oficial, as acusações e informou que faria representação à PGR (Procuradoria-Geral da República) para a apuração. 

Nesta terça-feira, menos imperativo e mais amedrontado, Gilmar Mendes esclareceu reconhecer as Forças Armadas, mas reiterou não ser de sua competência a formulação de políticas públicas durante um cenário de pandemia. 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você votaria em Bolsonaro para Presidente em 2022?

80.9%
19.1%