22/12/2020 às 16h37min - Atualizada em 22/12/2020 às 16h37min

Suzane von Richthofen deixa a prisão para 'saidinha' temporária de Natal e Ano Novo

Saída temporária será a primeira e única para presos do semiaberto em SP, em 2020. Em março, benefício havia sido suspenso por causa do coronavírus

Vinicius Mariano
A condenada por matar os pais em 2002, Suzane von Richthofen deixou a prisão onde cumpre pena no início da manhã desta terça-feira (22) para a "saidinha" temporária, que este ano durará mais tempo: serão 15 dias com criminosos soltos no Estado inteiro, 5 dias a mais que as anteriores.

Essa será a primeira e única saída temporária para os presos do regime semiaberto em 2020. O benefício havia sido suspenso em março deste ano por causa da pandemia de coronavírus. Nessa época, diversos presos fizeram rebeliões e fugiram.

Suzane von Richthofen obteve a progressão do regime fechado para o semiaberto em outubro de 2015. A primeira saída dela aconteceu em março de 2016, beneficiada pela saída temporária de Páscoa.

Além de Suzane, presas como Anna Carolina Jatobá, condenada pela morte da enteada Isabela Nardoni, e Elize Matsunaga, condenada por matar e esquartejar o marido Marcos Matsunaga, também tiveram direito à saída temporária e deixaram o presídio na manhã desta sexta.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »