21/12/2020 às 13h01min - Atualizada em 21/12/2020 às 13h01min

Novamente Gilmar Mendes manda soltar mais um investigado pela Lava Jato. Agora foi a vez do doleiro Chaaya Moghrabi.

Moghrabi é um dos denunciados pela operação "Câmbio Desligo". A prisão do doleiro havia sido expedida pela juíza Caroline Vieira, da 7ª Vara Federal Criminal.

Cristina Barroso
(REPRODUÇÃO)
O ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), determinou, na sexta-feira (18), a soltura do doleiro Chaaya Moghrabi, preso no mesmo dia em Angra dos Reis (RJ).
 
Moghrabi é um dos denunciados pela operação "Câmbio Desligo". A prisão do doleiro havia sido expedida pela juíza Caroline Vieira, da 7ª Vara Federal Criminal.
 
A primeira denúncia contra Moghrabi ocorreu em 2018, pela força-tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro. Na época, o juiz Marcelo Bretas denunciou cinco pessoas por lavagem de dinheiro, evasão de divisas e crime contra o sistema financeiro.
 
Segundo o órgão, os crimes foram apurados a partir das operações Câmbio Desligo, Calicute, Tolypeutes e Advalorem e teriam sido cometidos a partir das movimentações financeiras de uma corretora. Entre os acusados, além de Moghrabi, está Dario Messer, considerado o doleiro dos doleiros.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »