11/12/2020 às 11h42min - Atualizada em 11/12/2020 às 11h42min

Youtube anuncia censura a vídeos que aleguem derrota de Trump por fraude nas eleições de 2020

Todos esses vídeos serão excluídos declara a plataforma de vídeo

Cristina Barroso
"Acabamos de compartilhar uma atualização sobre os esforços eleitorais do YouTube, incluindo como estamos lidando com as Diretrizes da comunidade relativas à desinformação relacionada a eleições. Nossas políticas não permitem conteúdo que alegue que fraudes ou erros generalizados alteraram o resultado de uma eleição presidencial dos EUA histórica. Permitimos esse tipo de comentário para as eleições atuais, à medida que os funcionários eleitorais trabalham para finalizar a contagem. 8 de dezembro foi o prazo limite para a eleição presidencial dos EUA (os estados precisam resolver as eleições contestadas até então), e um número suficiente de estados já certificou seus resultados eleitorais para determinar um presidente eleito. Dessa forma, a partir de hoje, removeremos o novo conteúdo enviado em ou após 9 de dezembro de 2020, alegando que fraudes ou erros generalizados mudaram o resultado da eleição presidencial dos EUA em 2020. Por exemplo, removeremos vídeos que alegam que um candidato à presidência venceu a eleição como resultado de falhas generalizadas de software ou erros de contagem. Isso está de acordo com nossa abordagem em relação às eleições presidenciais históricas dos EUA. Conteúdo que inclui contexto EDSA suficiente pode permanecer no YouTube, semelhante à forma como permitimos a existência de desinformação médica do COVID-19 que viola nossas políticas em vídeos com contexto EDSA. Se o seu conteúdo for afetado, você receberá e-mails automatizados de nosso sistema sobre esse conteúdo. À medida que aumentamos nossa aplicação, removeremos inicialmente os vídeos violadores sem dar um aviso. Começaremos a emitir avisos para novos conteúdos enviados após o dia da inauguração, 20 de janeiro de 2021."


 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »