10/12/2020 às 10h17min - Atualizada em 10/12/2020 às 10h17min

Trump e 17 estados apoiam Texas em processo na Suprema Corte para reverter resultado da eleição

Todos os estados já certificaram seus resultados, mas a confirmação da eleição de Biden só irá ocorrer na reunião do Colégio Eleitoral na próxima segunda

Vinicius Mariano
Dezessete estados norte-americanos informaram na última quarta-feira (9) que apoiam a ação do procurador-geral do Texas, Ken Paxton, no processo na Suprema Corte para tentar reverter a vitória de Joe Biden na Pensilvânia, Michigan, Geórgia e Wisconsin. Paxton acusa que esses estados de terem adotado durante as eleições regras sobre votação por correio que contrariam a Constituição americana. Assim, Paxton pede que esses 4 estados sejam impedidos de votar no Colégio Eleitoral. 

Estão apoiando Paxton: Oklahoma, Flórida, Indiana, Alabama, Carolina do Sul, Dakota do Sul, Arkansas, Missouri, Louisiana, Kansas, Dakota do Norte, Montana, Virgínia Ocidental, Tennessee, Utah, Mississippi e Nebraska.

O Presidente Donald Trump derrotou o democrata Joe Biden no voto popular de todos esses estados. O republicano pediu ainda à Suprema Corte para se juntar ao processo de Paxton.

Fraudes eleitorais nos EUA
Conforme noticiou o Tribuna Nacional, as eleições norte americanas deste ano tiveram vários problemas, como erros de contagem de votos que deram vantagem a Biden (e não o contrário), carteiro tentando fugir para o Canadá com cédulas de votos e até funcionários sendo flagrados fraudando votos na Geórgia por uma Câmera de segurança, o que levou o governador Brian Kemp a pedir uma auditoria.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »