04/12/2020 às 19h33min - Atualizada em 04/12/2020 às 19h33min

Policial Militar é morto ao tentar impedir a ação de criminosos.

“Sabemos dos riscos, mas quando entramos na Polícia Militar, nós juramos sacrificar nossas vidas em defesa da sociedade, na defesa de cidadãos que não nos conhecem. Estamos de luto, mas continuamos na luta”

Cristina Barroso
(REPRODUÇÃO)
Três pessoas foram baleadas nesta sexta-feira  (4), numa tentativa de assalto a loja Casa & Vídeo em Mesquita, na Baixada Fluminense RJ.
Entre as vítimas está um policial militar de 34 anos, lotado no 20º Batalhão da Polícia Militar de Mesquita.

O policial foi atingido por um disparo na cabeça após tentar impedir a ação dos criminosos, que entraram no estabelecimento para roubar celulares. Ele foi socorrido e levado ao Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI) onde foi operado, mas infelizmente veio a óbito.
As outras duas vítimas tiveram ferimentos leves e passam bem.

Imagens das câmeras de segurança da loja mostram o momento em que o policial é atingido quase a queima roupa.
Um dos criminosos aparece de blusa branca com uma arma na mão e chega por trás do militar efetuando um disparo a curta distância em sua cabeça.

Os criminosos fugiram em um carro da Prefeitura de Mesquita, levando reféns.
A Polícia Militar informou que os reféns foram liberados e o veículo abandonado pelos criminosos na Av. Brasil, altura de Realengo.
A ocorrência está em andamento para localizar e prender os bandidos.

O policial falecido costumava postar em suas redes sociais textos motivacionais para colegas da corporação.
Em um vídeo o PM cita a morte de um companheiro de farda, que aconteceu no dia dois (2) de outubro, e diz que quando escolheu a profissão, sabia dos riscos.

“Sabemos dos riscos, mas quando entramos na Polícia Militar, nós juramos sacrificar nossas vidas em defesa da sociedade, na defesa de cidadãos que não nos conhecem. Estamos de luto, mas continuamos na luta”, diz um trecho da mensagem publicada por ele.

Esse homens destemidos arriscam suas vidas diariamente para proteger os cidadãos, aos se despedirem de seus familiares não sabem se se é um até mais tarde ou um nunca mais.
Infelizmente em nosso país, esse heróis não têm o reconhecimento e respeito merecidos.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »