30/11/2020 às 15h59min - Atualizada em 30/11/2020 às 15h59min

Abstenção abre margem de 600 mil votos e supera Boulos em SP

Considerando o eleitorado total, psolista teve apenas 24,12%

Kaio Lopes
Da Redação
PSOL (DIvulgação)
A derrota de Guilherme Boulos (PSOL) na disputa à prefeitura de São Paulo não se limitou apenas ao confronto contra o prefeito Bruno Covas (PSDB). Segundo os dados divulgados pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o candidato psolista também foi derrotado pelas abstenções: foram 2.769.179 eleitores que se abdicaram do voto, um total de 30,81% do eleitorado paulistano apto a votar; enquanto Boulos, por sua vez, obteve 2.168.109 votos - o equivalente a 24,12% dos eleitores regulares. 

A vitória da abstenção na capital paulista reflete um descontentamento explícito da população em relação aos candidatos apresentados. O índice de não comparecimento às urnas registrou um novo recorde histórico, superando a marca de 29,29% do primeiro turno e dobrando a margem registrada em 2004 (15%). Alguns fatores, a exemplo da pandemia, poderiam justificar tamanho desinteresse popular, no entanto, quando avaliamos os últimos pleitos, a tendência tem sido de crescimento. 

Confira abaixo as taxas de abstenções na cidade de São Paulo:

2004 - 15%
2008 - 16%
2012 - 18%
2016 - 22%
2020 - PRIMEIRO TURNO - 29,29%
2020 - SEGUNDO TURNO - 30.81%

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »