13/08/2020 às 14h17min - Atualizada em 13/08/2020 às 14h17min

Despertar é preciso - A terra seria plana?

De acordo com essa visão, o planeta teria um formato de disco e seria coberto pelo firmamento em forma de domo (cúpula). O Sol e a Lua seriam muito menores do que imaginamos e fariam movimentos no espaço disponível nesse domo.

Cristina Barroso
Google reprodução
Chamadas de terraplanistas, essas pessoas defendem que a forma de esfera da Terra é uma mentira sustentada principalmente pela Nasa, Agência Espacial Estadunidense. O motivo para tamanha farsa, segundo essa teoria conspiratória, seria o poder financeiro e hegemônico.
 
De acordo com essa visão, o planeta teria um formato de disco e seria coberto pelo firmamento em forma de domo (cúpula). O Sol e a Lua seriam muito menores do que imaginamos e fariam movimentos no espaço disponível nesse domo. A Antártida estaria nas bordas desse disco, por isso seu território seria extremamente vigiado e impossível de ser visitado em sua totalidade. Observe como seria a Terra de acordo com essa teoria terraplanista:


 
A Terra Plana começou a ganhar força durante o período da Idade Média. Este mesmo período, conhecido como Idade das Trevas, teve a igreja como centro dos conhecimentos científicos. No entanto, essa teoria apresenta séculos de existência. Astrônomos de renome em sociedades antigas, tal como Grécia e China, já defendiam a Terra como achatada. Era um padrão seguido. Inclusive, Pitágoras, em 6 a.C. defendia a Terra como redonda. No entanto, jamais foi muito ouvido sobre o assunto. O Teorema de Pitágoras era mais importante do que sua visão astronômica.
 
Por muito tempo a Terra Plana era o padrão. Na Idade Média, como ressaltado, era o principal. Ganhou força, sobretudo, quando as Grandes Navegações entraram em vigor. No entanto, o sumir dos barcos no horizonte era o principal argumento para acabar com essa teoria terraplanista. No entanto, foram Copérnico e Galileu que deram início a falar as verdades e também a uma série de descobertas. As estrelas na Via Láctea e a visão dos anéis de Saturno foram um deles. Assim, houve um reforço ao heliocentrismo, que mais tarde vigoraria. Ambos tiveram atritos com a igreja. Esta, por sua vez, não tolerava que a Terra não fosse o grande centro e plana como retratada no Gênesis.
 


A Sociedade da Terra Plana é uma organização que não acredita na esfericidade do planeta Terra.

Mitos sempre fizeram parte da cultura humana. Eles foram responsáveis por explicações de muitos aspectos de nossa vida ao longo de muitos séculos. Geralmente, os mitos são atrelados a visões religiosas que apresentam suas formas de entender e se relacionar com o mundo. Como essas perspectivas eram supostamente sagradas, demorou muito tempo para que fossem contestadas e verificadas.

A partir do século XV, no início da Idade Moderna, o homem voltou para si e procurou verificar a realidade do que repetia em seus discursos carregados de mitos. O chamado Renascimento instituiu o Antropocentrismo, que concedia ao homem o poder de explicar a realidade a sua volta. Nesse mesmo período desenvolveu-se o método empírico, que daria bases sólidas para o desenvolvimento da ciência. O método consiste em verificar hipóteses através de experiências e obter respostas tangíveis. Esse modelo de pensamento permitiu que a sociedade se desatrelasse das explicações míticas e explicasse a natureza e seus fenômenos através de formulações racionais.

Muitos mitos, provenientes de diferentes culturas, tentaram explicar a Terra e seu formato durante séculos. O Ocidente, que se tornou cristão a partir da Idade Média, seguia a orientação religiosa de que a Terra era plana, possuía grandes precipícios em suas extremidades. No final do século XV, um navegador italiano chamado Cristovão Colombo argumentou ao rei da Espanha que a Terra era esférica e não plana como se dizia. Assim, ele poderia navegar para o Ocidente e chegar ao Oriente, onde os europeus compravam as mercadorias que revendiam na Europa. Outros indivíduos apresentaram explicações nas décadas e séculos seguintes que comprovavam a esfericidade da Terra. Mais tarde, em 1961, o primeiro homem viajou ao espaço e viu a Terra de fora, comprovando, por definitivo, sua esfericidade. No entanto, foi fundada uma organização no ano de 1956 e que persiste até hoje que continua argumentando que a Terra é plana.
 
A Sociedade da Terra Plana, ou Flat Earth Society, foi fundada pelo inglês Samuel Shenton com o objetivo de espalhar a ideia de que a Terra é plana. De acordo com esta organização, o Polo Norte está no centro da Terra e os continentes estão dispersos ao seu redor. Naturalmente, essa perspectiva tem outras implicações. Se a Terra é plana, ela também é imóvel. Logo, os membros e seguidores da organização acreditam que a Lua e o Sol giram em torno de nosso planeta, sendo que o satélite natural possuiria apenas 51 Km de diâmetro e a estrela seria pouco maior do que isso.

O líder e criador da organização, Samuel Shenton, passou a liderança da Sociedade da Terra Plana para Charles K. Johnson pouco antes de falecer. Charles fez de sua casa a base da organização, na cidade californiana de Lancaster. Charles faleceu em 2001, mas a sociedade não acabou e muito menos o argumento. A Sociedade da Terra Plana continua existente e mantém sua página oficial na qual discute em fóruns o argumento de que o planeta não é esférico. Há na internet várias sociedades supostamente defensoras da Terra plana, mas, na verdade, trata-se de grupos críticos ao Criacionismo, por exemplo. São sátiras para ridicularizar defensores de argumentos há muito derrubados. No entanto, a Sociedade da Terra Plana fundada em 1956 defende efetivamente que a Terra não é esférica.

Fonte:
http://theflatearthsociety.org/cms/

Assistam o vídeo a seguir:



 
Link
Relacionadas »
Comentários »