31/07/2020 às 10h51min - Atualizada em 31/07/2020 às 10h51min

A alcateia de hienas não descansa

De maneira semelhante às hienas, grupos atuam em volume, para gerar desinformação e distorcer realidades.

Luiz Custodio
Aristóteles descreveu a hiena como “grande apreciadora de carne em putrefação”.

Hemingway rotulou o animal como “um hermafrodita devorador canibal de mortos”. E Roosevelt o caracterizou como uma “mistura singular de covardia abjeta e ferocidade extrema”, segundo um estudo de 1995 sobre o status da hiena ao longo da história

As hienas não animais selvagens que atuam somente em grupos coordenados, tentam marcar presença e consolidar território através da quantidade. De maneira semelhante, porém, descolados da realidade, existem aqueles que tentam emplacar sua narrativa pela atuação combinada e em volume.  


Não há mais jornalismo imparcial por parte destes, o que existe é um sistema orquestrado de propaganda, repleto de narrativas falsas com o objetivo de confundir, desinformar e subverter o significado real das coisas.

Faça uma busca rápida no Google e será fácil encontra-los. Preocupados em manter seu status quo, atuam insanamente pervertendo tudo aquilo que vai de encontro aos seus interesses. O desespero é real, sua covardia é latente e seu conteúdo é distorcido.

Observem os exemplos abaixo:

Acima, o jornalista Allan dos Santos, por questões de segurança, precisa sair do país para fazer uma grave denúncia e sem nenhuma apuração real do fato em tela, ele já é julgado e adjetivado de forma pejorativa pela alcateia, que não dorme.


Tirem suas conclusões!

Matéria completa: 
https://tribunanacional.com.br/noticia/303/jornalista-allan-dos-santos-terca-livre-fora-do-brasil-diz-que-ha-grampos-monitorando-o-presidente-jair-bolsonaro


Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos (os inconscientes e ignorantes), e Cristo te esclarecerá. Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios*, mas como sábios”  –  Efésios 5:14-15

{Nota: Significado de Néscio: adjetivo, Característica de quem não possui (não desenvolveu) conhecimento, capacidade, sentido ou coerência. s.m. Sujeito ignorante, estúpido, incompetente, burro, incoerente, inepto e sem discernimento. (Etm. do latim: nescius.)}. 

 
Link
Relacionadas »
Comentários »