19/05/2022 às 19h21min - Atualizada em 19/05/2022 às 19h12min

Filhos na Escola: Estudo da História

www.estudosdabiblia.net
Dennis Allan
Pais que se preocupam com o desenvolvimento espiritual dos seus filhos devem enxergar desafios, ameaças e oportunidades no processo educativo, tanto nas escolas como na orientação em casa. O estudo da História é fundamental nesse processo de educação e deve ser abordado por pais dedicados que se preparam para lidar com seus desafios e oportunidades.
 
Uma porcentagem altíssima do que consideramos conhecimento humano vem pela História, especialmente por relatos escritos ao longo dos milênios. Na educação dos filhos, pais precisam dar atenção ao ensino dessa matéria importante.
 
Nem tudo que se chama História é verdadeiro. Devemos ensinar aos filhos a importância de um olhar crítico no estudo do passado. Ao escrever sobre qualquer evento, lugar, pessoa ou povo do passado, autores necessariamente priorizam algumas fontes e desprezam outras. Além das questões da confiabilidade das fontes, autores interpretam o passado conforme suas próprias filosofias, frequentemente oferecendo novas versões adaptadas às preferências populares atuais. Todos farão bem tratando as divergências nas explicações históricas pelos princípios que Deus revelou: (1) Sempre procure entender lados diferentes das questões: “O primeiro que pleiteia a sua causa parece justo, até que vem o outro e o examina” (Provérbios 18:17); (2) Verifique as informações com outras testemunhas: “Por boca de duas ou três testemunhas, toda questão será decidida” (2 Coríntios 13:1). Alunos não devem aceitar cegamente tudo que é ensinado em livros didáticos e salas de aula.
 
O estudo do passado é muito importante. Uma frase atribuída ao filósofo Edmund Burke (do século XVIII), “Um povo que não conhece a sua história está condenado a repeti-la”, enfatiza um dos maiores motivos para estudar a História. Devemos aprender do passado, tanto dos erros como dos acertos. Muito do conteúdo bíblico toma a forma de narrativa histórica, e os servos de Deus nas Escrituras frequentemente usavam esses relatos do passado para ensinar. O apóstolo Paulo citou o exemplo dos erros dos israelitas no deserto e disse: “Ora, estas coisas se tornaram exemplos para nós, a fim de que não cobicemos as coisas más, como eles cobiçaram” (1 Coríntios 10:6).
 
Pais que educam seus filhos no caminho do Senhor ajudam os alunos a analisar conteúdo e desenvolver uma perspectiva do mundo que considera as ações humanas no contexto da revelação de Deus.
Link
Tags »
Leia Também »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunanacional.com.br/.