12/03/2021 às 16h48min - Atualizada em 12/03/2021 às 16h12min

REAFIRMANDO NOSSOS PRINCÍPIOS E VALORES

Dizer não, nunca teve tanto valor aos que presam pela liberdade e pela democracia no Brasil e no mundo.

- Horacia Alves Lopes
Para entender o que aconteceu e está acontecendo, qual foi o processo até aqui, é Preciso refazer o caminho desde 1964 aos dias de hoje.
Lá em 1964, enquanto uma ala da esquerda enfrentavam os militares, outra ala tratava de trabalhar a deturbação dos nossos valores através da cultura e da educação formal.
Assim no silencio eles construíram os agentes militantes das diretas já, que pode ter sido eu e ou você iludidos por direitos de liberdades sem nem um compromisso com o país, e sequer sabíamos o quê estava por trás das cortinas.
A palavra sempre foi "Democracia" redemocratização afinal, não sabiamos mesmo nem o que seria opressão, na verdade a segurança daqueles anos nos proporcionavam a liberdade, que não temos hoje, que nossos filhos não conhecem.
A  democracia a principio é o poder que emana do povo, para o povo, por meio de seus representantes eleitos através do voto pela maioria dos eleitores em sufrágio universal, ou seja; por meio do voto de valor igual para todos os cidadãos, valor da livre escolha entre os candidatos. É sempre o poder de livre escolha entre alguma coisa e outra, nunca uma imposição.

Democracia é igual a liberdade de escolha consciente das consequências, e o controle neste caso, fica por conta da Lei que define o crime e a penalidades aos infratores dos direitos constitucionais. Os direitos sempre decorrem de um dever, a Constituição federal de 1988 tratou de listar apenas os direitos implicitamente. O constituinte não disse que o direito decorre do dever. A palavra dever é "opressora", ainda no final dos anos 80 a palavra disciplina que dava nome ao conteúdo ministrado na escola, foi trocada por matéria. Disciplina representava a opressão militar, agora seria matéria de português de matemática etc. e assim as palavras e os conceitos foram sendo resinificados, a ponto de acusar a palavra capitalismo de autoritária e machista  por ser masculina, isso você pode constatar lendo  num artigo no portal do foro brasileiro de economia solidária, que na verdade é o socialismo, de economia nada tem.

A mesma coisa tem acontecido com os direitos e as garantias constitucionais. Os direitos você pode abrir mão, os deveres não, por isso eu ouso a dizer sempre aos jovens  que o direito de trabalhar, estudar, respeitar o outro, não é um direito, mas é uma obrigação,  logo um dever. pois a obrigação não se pode abrir mão.

Então não se pode abrir mão do trabalho, do conhecimento ou do respeito, não se pode escolher ir trabalhar e não ir trabalhar sobe pena natural de se privar de obter o necessário para o seu sustento, da mesma forma  abrir mão do estudo é se privar do conhecimento necessário ao trabalho por mais simples que seja, pode ser até mesmo informal mas é necessário para execução de uma atividade.
Abrir mão do respeito é dar espaço para ser desrespeitado também. O direito de profissão de fé por exemplo, vem sendo desrespeitado,  pela ideia do direito de agredir os símbolos representativos da fé, as crenças e os valores e até a pessoa que professa a fé, sobre o pretexto de livre expressão.

A fé ou religião é um conjunto de crenças, símbolos e valores, você pode emitir a sua opinião, mas não pode destruí – los, nem do ponto de vista físico, nem psicológico e intelectual.  Agredir, deturbar, subverter estes valores é um  desrespeito ao direito fundamental da profissão de fé garantido pela Constituição Federal.

A profissão de fé é direito seu, e  é seu dever preservar todos os elementos que envolvem sua fé e exigir respeito a eles,  já que não há profissão de fé sem estes elementos.
Defender sua família é um dever seu, comprar um arma deve ser um direito, aqueles que não quer adquirir um ama, também participa da democracia, quando exerce o direito de escolha de não comprar o equipamento e quando quiser comprar o seu direito está preservado.

Agora se você usa máscara porque quer obedecer a imposição do Estado,  você está sobre uma ação autoritária, se você usa porque acredita que ela vai te proteger de alguma doença independente da imposição governamental, você exerce um direito de escolha, porque você pode optar por usar ou não, tem uma opção de escolha.
Ou ainda se você usa por imposição ou por crença e denuncia quem não usa, não importa se você usa  por livre escolha ou por obrigação, você está contribuindo não com a democracia, mas com o ato autoritário imposto pelo estado, e você fortalece o Estado contra você mesmo e contra os seus pares.

O direito por ter natureza de escolha, foi introduzido na constituição Federal de 1988 religiosamente pensado para momentos  como este, ” o trabalho como direito você pode abrir mão em prol de outro, afinal é uma escolha democrática, mesmo ” forçada.” “

O mesmo está acontecendo com o estudo e o respeito. O que vale agora é o “direito a saúde”  o que é outro equivoco.  O direito que você tem é de acesso ao sistema de saúde que obrigatoriamente você já’ pagou por ele, na educação é a mesma coisa, o direito é de acesso ao sistema educacional que você já pagou,  você já cumpriu o seu dever. O respeito fica por conta da “obrigação do Estado em Cuidar de você.
A pergunta é: Você ao 20, 30, 40, 50 anos  precisa que o Estado cuide de você? de seus filhos? da sua propriedade? Dos seus bens? Da Sua vida?

O momento é de reafirmar os valores, os princípios  e as garantias aos direitos Constitucionais e universais, é tomar o controle de si e de sua vida.
Seja negacionista, reacionário, radical, afinal esse vocabulário não nos pertence, logo não faz diferença se eles existem ou não. O que faz a diferença é fazer valer o seu dever de trabalhar e de cuidar do que é seu, de si de sua família.

Dizer não, nunca teve tanto valor aos que presam pela liberdade e pela democracia no Brasil e no mundo.
Link
Horacia Alves Lopes

Horacia Alves Lopes

Empreendedora digital na área de assessoria em gestão social de pequenos negócios,

Tags »
Relacionadas »
Comentários »