22/07/2020 às 15h59min - Atualizada em 22/07/2020 às 14h57min

A História Negada

 

    Durante décadas nos foi ensinado nas escolas que o Brasil era resultado de navegadores que aqui aportaram por acaso. Ou se não por acaso, com o intuito de se apropriarem das terras que sabiam que aqui estavam e de suas riquezas. O Brasil seria resultado da cobiça de uma coroa portuguesa insignificante e atrasada. 

    Nada mais mentiroso.

    Fomos roubados de nossa História para que não tivéssemos um futuro. Portugal foi uma grande nação que se lançou ao mar em busca de novos mundos, novas possibilidades e de levar a fé aonde fosse. Um país com tanto a nos oferecer e que graças a colonização deles é que chegamos ao que somos hoje. Fossem outros, possivelmente não passaríamos de republiquetas espalhadas no continente. Portugal nos deu a língua, a cultura riquíssima e a coragem de se misturar com outras raças. 

    Mas o que foi passado para nós nos livros escolares era o oposto de tudo isso. Ali Portugal é o vilão que veio trapacear e roubar do índio inocente, vilipendiar as riquezas da terra e escravizar o negro caçado em terras africanas. Nos fizeram crer que fomos colonizados por bandidos e gente de baixa qualidade. Achincalharam com o povo português e tudo que vinha de terras lusitanas. Foram anos dizendo que vínhamos do acaso, que o Brasil era um país atrasado por causa da colonização portuguesa. 

    Napoleão Bonaparte, em suas memórias escritas na Ilha de Santa Helena, disse que a única pessoa que foi capaz de enganá-lo foi o príncipe regente de Portugal, D. João VI, o mesmo que fez o Brasil crescer em poucos anos o que levaria décadas e do qual se fala muito pouco. Ridicularizam D. Pedro I como um malandro que só se interessava por mulheres, mas não contam que ele criou uma das constituições mais modernas da época, que garantiu, entre outras coisas, a liberdade de expressão, de religião e a inviolabilidade dos direitos civis e políticos. Pouco falam dos incentivos de D. Pedro II à educação, e também ignoram que o Brasil era visto como um importante país para época. 

    O Brasil é detentor de uma história rica e valiosa, que formou o povo que somos hoje, essa mistura de raças e culturas vindas de toda parte do mundo; somos de uma riqueza genética sem igual. Um país de tamanho continental que fala uma única língua, com expoentes em todas as áreas, uma culinária que faz inveja a muitos países, um país que foi construído com o trabalho dos jesuítas, a coragem dos bandeirantes e de todo aquele que para cá veio com esperança de uma nova vida. Não podemos permitir que nossa história seja roubada com uma narrativa criada para que nos leve a crer que não temos direito à nossa herança rica e substancial. Tudo isso com a clara intenção de nos manter no nível mais baixo de nossa autoestima como povo, porque um povo sem passado dificilmente terá um futuro significativo,  logo, será facilmente dominado, pois como dizia o escritor George Orwell: “Quem controla o passado, controla o futuro”.

Link
Andrea Wainchtock

Andrea Wainchtock

Crônicas da vida na América

Tags »
Relacionadas »
Comentários »