25/10/2020 às 21h06min - Atualizada em 25/10/2020 às 19h43min

A esquerda e sua terrível verdade (já não tão oculta).

O sistema de ensino da maioria das sociedades tende a transformar o mundo em um amontoado para se curvarem de acordo com as necessidades daqueles que estão no poder.

O Informante
Claudia Ribas - Claudia Ribas
A sede de conhecimento para compreender tudo que está acontecendo no mundo me impulsionou a buscar boas, seguras e diferentes fontes de informações. Nessa busca encontrei uma coleção do Rochester que tem chamado muito a minha atenção para a história do planeta. Passado e futuro se fundem. O que tenho lido nessa coleção tem muito a ver com a reflexão que desejo deixar nesse artigo,

Uma das mentes mais brilhantes que caminhou na Terra sofreram de  graves angústias psicológicas.

Todos os dias acordamos para viver o mesmo que vivemos no dia anterior. Na infância e adolescência nossos dias eram atemporais, atualmente são programados. É esse o significado da liberdade, da vida adulta?
Contemplação profunda pode apagar a ilusão da conformidade da mente humana e expor os tempos contemporâneos da realidade doentia. O tempo, a cultura, a tradição, a localização geográfica estão sujeitos a diversas concepções do sujeito normal e anormal. Quanto mais uma pessoa pode se adaptar e aceitar a ética e os princípios de seu tempo, uma chance melhor tem de ser reconhecido pela sociedade como normal. Questionar os dogmas prevalecentes resulta no ostracismo.
 
O sistema de ensino da maioria das sociedades tende a transformar o mundo em um amontoado para se curvarem de acordo com as necessidades daqueles que estão no poder.
Por que você acha que um professor recusou suas respostas de matemática embora o resultado estivesse correto? Mas você usou um método diferente daquele ensinado por ele. Eles usaram, para evitar o pensamento livre, a estratégia de memorização mecânica. Entretanto os especialistas enfatizam a importância da compreensão profunda sobre a recordação de fatos. Os alunos que aprendem com aprendizagem significativa são capazes de resolver problemas melhor do que aqueles que aprendem de cor. Condicionar as crianças a aceitarem apenas os métodos que seus professores definem como corretos resulta em adultos que se adaptam a tudo que é dito pela sociedade sem questionar. Eles perderam a capacidade de perceberem uma possibilidade além  do que foi dito para eles. Há uma necessidade de igualar a saúde mental e normalidade psicológica.
A definição que tem sido infligida forçosamente sobre nós não é apenas enganosa, mas também brutal para a humanidade e sua totalidade. 

Um dos fatores que torna a normalidade tão atraente para nós é que ser comum é o modo de vida mais fácil. O ser humano está inclinado a escolher o caminho com menos obstruções. Nos adaptamos a mentalidade de rebanho fazendo coisas que a maioria das pessoas fazem. Obedecer é a tendência inata dos seres humanos. 
O valor da conformidade depende da sociedade que vivemos. Em toda a história as sociedades condenaram pessoas que ajudaram as civilizações a seguirem em frente por serem diferentes. Quando tradições se tornam doentes, contaminadas com corrupção, a normalidade começa a prender, conter e deter a evolução. Assim começamos a duvidar se o mundo moderno, no qual vivemos, é o que desejamos de verdade.
Adaptar-se ao mundo louco induz a loucura. A normalidade no planeta Terra diverge da realidade e gradativamente emprega a loucura e isso nos limita, nos coloca em uma bolha.

Não é sinal de saúde estar bem adaptado a uma sociedade profundamente doente.
Krishnamurti


O que nos manteve tão cegos?
Ser normal é ceder a influência da educação de instituto que restringe mentes liberais e produzem escravos em massa para o governo.
Aldous Huxley alertou a humanidade há muito tempo:
Essas milhões de pessoas anormalmente normais vivendo sem confusão em uma sociedade, na qual se eles fossem totalmente humanos, não deveriam estar adaptados.

A sociedade na qual vivemos não apenas incentiva, mas também recompensa por adaptarmo-nos ao estilo de vida mórbido.
A psiquê da multidão que está fumigando nas plataformas das redes sociais, representa significativamente a ansiedade coletiva da geração atual. Vulnerabilidade e medo produzem reuniões em grupos por conta da segurança social. Parece que a insanidade se alastrou pelo mundo todo mais rápido que uma pandemia e fomos nós que viabilizamos conscientes ou subconscientemente. Porém, opôr-se a vontade da multidão e se posicionar contra os costumes prevalecentes significa que se deve experimentar as consequências trágicas de expressar a verdade. Frenquentemente muitas mentes brilhantes foram vítimas de transtornos mentais. Essas mentes estão continuamente sendo desconsideradas e isoladas. Mas pense: Não é evidente ir a loucura quando todos ao seu redor estão insistemente tentando que você se encaixe na ideia de normal deles? 
Ir contra o normal estabelecido, seguir em direção contrária da multidão é algo que na esfera do cristianismo tem sido registrado nas vidas dos profetas  e nas palavras de Jesus:

'Neste mundo vocês terão aflições por tudo tenham ânimo. Eu venci o mundo. Não sigam a multidão para fazer o mal e, nem numa demanda darás testemunho, acompanhando a maioria, para perverteres a justiça. Vocês não sabem que a amizade com o mundo é a inimizade com Deus? Quem quer ser amigo do mundo faz-se inimigo de Deus. Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo o amor do Pai não está nele, pois, tudo que há no mundo, a cobiça da carne, a cobiça dos olhos e a ostentação dos bens não provém do Pai, mas do mundo. Se o mundo os odeia, tenham em mente que antes me odiou. Se vocês pertencessem ao mundo, ele os amaria como se fossem dele. Todavia, vocês não são do mundo, mas eu os escolhi, tirando-os do mundo; por isso o mundo os odeia. Lembrem-se das palavras que eu disse: Nenhum escravo é maior do que o seu senhor. Se me perseguiram, também perseguirão vocês.'
 
Esse tempo que estamos vivendo foi um plano quase perfeito. A sociedade foi organizada e treinada para: - Ele não! Fica em casa! Use máscara! Obedeça! Obedeça! Obedeça! ...
A política faz parte da nossa vida cotidiana, por isso devemos nos envolver de forma responsável e conscientes.
Encerro o artigo com uma frase para reflexão do Augusto Knupfer que tive a honra de ter como professor acadêmico:
O mundo é conservador. E por que? Porque se não fosse, não haveria mundo. O modelo progressista não funciona e só é implementado à força, pois não é da natureza humana

Até a próxima!
Link
Claudia Ribas

Claudia Ribas

Professora, Gestora de Recursos Humanos, escritora, mãe, conservadora, patriota.

Relacionadas »
Comentários »

Você votaria em Bolsonaro para Presidente em 2022?

90.2%
9.8%